Ho’oponopono é uma técnica, meditação ou processo havaiano de arrependimento, perdão e transmutação desenvolvido por Kahuna Lapa’au Morrnah Nalamaku Simeona (1913–1992).
O termo “Ho’oponopono” significa “reparar” ou “corrigir um erro”.
De acordo com os antigos havaianos, a fonte do “erro” está em pensamentos contaminados por memórias dolorosas do passado ou traumas.
A técnica está baseada em 4 mantras:
– Sinto muito
Quando você diz “Sinto muito”, está reconhecendo e aceitando responsabilidade pelas ações, pensamentos e emoções que fizeram com que o conflito se manifestasse na sua vida.
– Por favor me perdoe
As palavras “por favor me perdoe” são ditas como um pedido de reconexão com seu EU maior e com o Universo.
– Obrigado
“Obrigado” é dito como forma de expressar gratidão para seu EU maior e para o Universo pela oportunidade de permitir que você reconheça, clareie e corrija suas ações, pensamentos e emoções negativas que possam ter surgido.
– Eu te amo
Arrependimento, perdão e gratidão são forças poderosas mas o AMOR é quem amarra tudo. É onde a verdadeira mágica acontece. Falar que você ama algo ou alguém, mesmo que tenham acabado de se estranhar, faz com que seu cérebro seja obrigado a mudar de canal, fortalecendo a reconexão.
A técnica é muito usada para reconciliar pessoas que se desentenderam, onde cada uma delas, uma por vez, repete o mantra, só mudando o final: Sinto muito, por favor me perdoe, eu te amo, obrigado.
A indicação é mentalizar ou falar o mantra do ho’oponopono sempre que constatarmos algo desagradável em nossas vidas.
Basta apenas repeti-las mentalmente (ou falando mesmo), até se sentir melhor e livre daquele pensamento.
Para quem quiser se aprofundar, o livro Limite Zero, do Joe Vitale, fala mais sobre o assunto e explica melhor a técnica.
Experimente usar os mantras do Ho’oponopono da próxima vez que discutir com alguém. Incluindo você mesmo/a.
Sinto muito. Por favor me perdoe. Eu te amo. Obrigado.
Algo para pensar, refletir e praticar agora no final do ano e que pode ajudar muito em 2021.
Carlos Ono

Sobre Carlos Ono