Guia de sobrevivência na selva de pedra – VOLUME 1

Por 23 de setembro de 2010Amigos - Blogueiros

Ri muito quando li isto; me fez lembrar dos trabalhos de faculdade do PREX.

Meu amigo Marcos que vivênciou isto, postou em seu blog e achei muito hilário.

Como não trabalhar em grupo: compêndio de resoluções e dinâmicas para trabalhos tidos como causas perdidas.

Acho que foi o momento “revolta com grupo de faculdade” juntando com o pensamento de enforcá-los como naqueles filmes sobre piratas. Só isso para explicar a motivação de querer fazer uma espécie de auto-ajuda inversa.

É natural existirem grupos bons que sempre tiram 10 e aqueles grupos que sempre são fadados ao fracasso e a vergonha alheia dos professores, ou até mesmo na vida empresarial já que muitos projetos acabam indo para o ralo por inércia, falta de comunicação, estresse ou pura falta de sorte na hora de separarem as equipes.

A primeira que escrevi, num momento de “levantando as mãos para o céu e chorando por um milagre” foi:

1 – A DURA DIVISÃO DE ÁGUAS

Divisão de tarefas é algo incrível, quanto mais você divide e subdivide, mais atividades aparecem para que VOCÊ, aquele que faz algo no grupo, execute. Arregace as mangas e espere pelo pior. SEMPRE.

Depois dessa pensei em como achar a melhor solução para um calendário atrasado:

2 – A ARTE DE CUMPRIR HORÁRIOS E METAS

Um bom líder de equipe sabe dos pontos forte e fracos de sua equipe e vai se organizar para que todas as metadas sejam cumpridas, mesmo com membros não muito produtivos através de uma organização quase que militar e visando sempre o cumprimento de tarefas.

Um líder de equipe esperançoso acredita no potencial e na força criativa e de trabalho de cada membro. E reza.

Um sujeito realista, que viu onde está enfiado e sabe que não tem escapatória, tem um caderno de notas com telefones de amigos que executam as mesmas tarefas que cada um dos membros do grupo, só mudando o fato de que esses amigos são profissionais.

Mas sempre rolava umas apresentações para saberem que estamos fazendo algo. O que é como lembrar que o arroz está no fogo quando seu olfato começa a denunciar um cheiro ferrado de carvão a vista. Aí a coisa ficava feia, além de não ter nada apresentável, sempre sobrava para o sujeito menos capaz de fazer uma frase completa e legível bolar a apresentação:

3 – A ARTE DAS APRESENTAÇÕES

A pessoa que sempre fica encarregada de elaborar apresentações, press releases e material de divulgação, tem uma grande expressividade, é mais rápida e dinâmica ao falar e é um ás na manga em apresentações para investidores/clientes/chefes. Mas e quando a pessoa escreve “iskeci”, “assesso”, “geito” então é recomendável revisar tudo que sair dessa pessoa. Até email de “felis aniverçáriu”.

O que te faz pensar essas coisas se resume em: você se ferrou, bonito. Não dá para fazer grande coisa sem talento natural para liderar, total segurança no que faz e uma número razoavel de talentos no grupo. Não dá. Não vira. Não anda.

A reversão está em fazer algo. Qualquer coisa. É legal jogar a culpa nos outros, fiz isso muito, mas convenhamos, algo está errado em você também, então é bom parar de gritar com todos e começar a olhar no que está fazendo de errado também. Então escrevi este tópico:

4 – ENQUANTO VOCÊ GRITA COM O ABISMO…

Como líder de um grupo e responsável pelo desempenho do projeto você:

– assumiu postura ditatorial, mas não deu certo, já que isso impediu uma boa convivência.

– tornou-se impassivo, passional e distante, aparecendo apenas nas reuniões para coordenar, falar alto e transferindo responsabilidades, mas não deu certo por ter se alienado do resto do grupo.

– foi atencioso, ouviu a todos e não deixou de procurar dar à equipe tempo para resolver problemas individuais, mas isso não deu certo pois eles resolveram até a cura do câncer, mas nada de tocar o projeto à frente.

Então meu caro, reveja isso de liderança, vá fazer uns cursos pois você está no caminho certo de fazer tudo errado.

Por enquanto fica nisso, volto em breve, ou quando der vontade, com a segunda parte desse guia de como fazer grupos e se arrepender amargamente disso.

Fonte: http://randomatlarge.tumblr.com/post/1098193500/guia-de-sobrevivencia-na-selva-de-pedra-volume-1

Créditos: Marcos Camargo

Carlos Ono

Sobre Carlos Ono